Portal OxenteBahia

Feito do seu jeito.

Guanambi: Justiça eleitoral proíbe divulgação de pesquisa de intenção de votos

Magistrado apontou irregularidades na metodologia adotada para realização da pesquisa.

Foto: Agência Sertão

O juiz de direito da 64ª Zona Eleitoral de Guanambi, Dr. Ronaldo Alves, deferiu, através de liminar na noite desse domingo (08), a suspensão da divulgação dos resultados de pesquisa de intenção de votos para o município de Guanambi, no Sudoeste Baiano, realizada pela empresa Dataqualy Pesquisa de Mercado e Opinião Ltda, contratada pela empresa Política Livre Comunicações Ltda.

Segundo avaliou o juiz eleitoral, a pesquisa estava recheada de irregularidades e apontava claramente erros na sua formulação. Em razão das irregularidades, o magistrado proibiu a divulgação dos dados, sob pena de multa de R$100.00,00 (cem mil reais), sem prejuízo de adoção de outras medidas cabíveis.

De acordo com o advogado da representante na ação, a Coligação Time do Avanço, “o descuido metodológico, intencional ou não, interfere e muito no resultado da pesquisa. Temos visto diversos exemplos recentes de levantamentos eleitorais que não refletem a realidade. A decisão desta ação também serve de alerta para o eleitor. O que decide uma eleição é voto na urna e não pesquisa de opinião.”.

Com informações de: Radar Guanambi